terça-feira, 17 de julho de 2018

Balanço e contas



Hoje é dia de balanço e contas aqui no Quadro Negro, que fez nove mesinhos há dois dias. Todavia, não é esse o principal motivo deste relatório. Também não é contágio da mania que anda por aí (de fazer contas já feitas). A razão é simples: a toca do lobo atingiu hoje as 200 000 visitas. Pas mal, n’est-ce pas?
Sei que há no mercado blogues com um share muito mais exuberante, porém, dou-me por sastifeito (o erro é propositado, queridos mirones). Para um blogue com as características do Quadro Negro (subversivo quanto baste, irreverente que até chateia, quase um antro de pecado, muito pouco informativo, com reflexões de meia tigela e ideais que não lembram ao Diabo com maiúscula…) não está nada mal (penso eu de que, como diria o dragouê das ántas).
Entre os cinco artigos mais lidos, está uma carta de exortação à greve de 15 de novembro (27 025 visualizações), um texto muito recente (“Os professores acordaram”, com quase 8 500), “O meu tempo”, que, no conjunto das duas edições também já tem idêntico número de leituras, mais uma carta dirigida aos colegas (“Aos professores ainda vivos”, com 6 772 visualizações) e, por fim, um “bilhete” enviado aos sindicatos, em março, a propósito de um boato (“Espero um desmentido dos sindicatos”, com 6 245 leitores). Ena, pá, tanta gente enganeitide and tão mal influencieitide (em itálico por se tratar de empréstimos à bancarrota)!
Como é visível na imagem, os meus perversos leitores residem quase todos em território nacional (é por estas e por outras que o país nunca mais se endireita). Os restantes do top five… é ver na imagem, como diria o nosso saudoso Guterres, que, “no seu tempo”, também já tinha a mania de mandar fazer contas (e, apesar disso...).
E prontes (outro erro propositado, ó cuscas de plantão), são estas as modestas contas do Lobo Mau. Será caso para fatiar um bolo bom, para mandar acender umas velinhas (aproveitando as contas para rezar o terço) ou para ir ver se beijo a Capucho Vermelho? Está difícil, uma vez que a primeira alternativa não me agrada e a segunda é a minha religião que não permite. Que se danem as contas, vou aproveitar só o balanço!
Digam o que disserem, este blogue… não tem comparação (modestamente, claro)!

2 comentários: