quinta-feira, 15 de março de 2018

Não pode cair em saco roto



Há meia dúzia de dias, através do blogue Da Reitoria, tomei conhecimento deste comentário feito pelo editor de um dos “blogues docentes” mais populares, a propósito da conversão do tempo de serviço congelado numa bonificação na contagem do tempo para a reforma:
Trata-se de uma informação que chega ao detalhe de avançar um número, o que, de alguma forma, lhe acrescenta uns pozinhos de credibilidade (seja ela genuína ou não). Divulgada nas vésperas da greve, é óbvio que poderia ter tido (falta saber se teve ou não) um impacto muito negativo na adesão de muitos professores a esta forma de luta. Eu próprio o admito, pois também me apressei a escrever um artigo no qual pedi esclarecimentos urgentes aos sindicatos. E, se Mário Nogueira não tivesse sido tão claro nas declarações que fez à saída do Ministério, no dia 12, não estaria hoje de greve, como estou. Mais: teria apelado ao boicote, tal como afirmei num comentário feito no Facebook.
Considero, pois, que esta matéria não deve cair em saco roto. Alguém tem de esclarecer o que, de facto, aconteceu. Se os sindicatos consideram que tal informação é falsa, devem exigir retratação. Caso contrário, ficará sempre, no ar, sobre a transparência da sua conduta, essa nefanda e mui corrosiva suspeita.   

Sem comentários:

Enviar um comentário