quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Rânquingues - Batata e Cenoura



Combém, de bez em quando, entrar no coração da besta praí depositar um peicemeiquer com bocação esplosiba. Bamos atão lá dentro, ò lugar onde moram as aurridículas e os ventríloquos.
Tomemos como exemplo a Escola A e a Escola B (que num existem, minha gente).
Pra faclitar a compriensão, reduzi a dez cachopos a população estudantil que foi a exame de 9.º ano (birtual, claro está, de Português ou de Matemática, tanto fás como fês).  Supônhamos qu’os catraios da Escola A e os moços da Escola B obtiberam os resultados qu’a grelha (que mora aqui no andar de baixo) bem escarrapacha, quer em percentaiges quer em Canibais. Difrenças e igualdades a contento, como se bê. Meiquior selfie.
Prantisto, é o c’o freguês quiser (beija-se o agrafe seguinte). S’estiber birado pra harmonias e tal e coisa, pra num lebantar ondas neim arranjar cuaflitos, dibulga o lado dereito  e dá-le ênfase merdiática (todos iguaijê); se está mais inclinado pra lobar tudo a eito, doa a quem doer, bota cá pra fora o lado esquerdo e põe a boca no trombone (tão difrentejê!). Dibide a malta toda e põe tudo à porra e à massa. Mas isto num é bom neim se fás, qu’os rânquingues já são bosta que chegue e que sobre pra nos atolarmos tolos numa autênteca perda.
Já agora, só mais um supônhamos. Bamos imaginar qu’os queques da Escola A tirabam todos 89% no exame e qu’os moleques da Escola B tirabam todos 50% na mesma proba. Na berdade, era uma difrença do catano (quase corenta pontos), mas se tudo fosse apresentado em Aníbais, essa difrença num se notaba quase nada: quatro pra uns e três pra outros. Um pontinho, assim uma espéce de paredes meias uns c’os outros, quase tu cá tu lá, a dar a entenderê qu´ò birar da esquina os da B apanham ou passam a perna aos da A.
Como estão a berê, meus caros leitores, os rânquingues, apesar de serem maus — reles mesmo — num são assiiiiiiiiiiiiim tão maus, proque se, por um lado, mostram qu’há difrenças e injustiças, por outro, não as escancaram todas, pra que nós num fiquemos munto tristejê e desanimadojê, pra que num andemos praí a batatada e pra que nos deiamos todos como irmãoje. Irmãoje ombro a ombro, ali à queima, numa competição muito renhida. Afinale, os rânquingues num são só a batata que parecem, também tenhem o seu quê de cenoura!
Ele há coisas neste imundo...!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário