terça-feira, 30 de janeiro de 2018

As parábolas do sindicalismo geringonçado


As reuniões dos sindicatos com o ME têm uma banda muito estreita: vão de inúteis a inconclusivas. Resultados: uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma. Vai daí… aos líderes sindicais, dá-lhes para falarem ao povo através de parábolas. É, pois, necessário um especialista para traduzir o que eles querem realmente. E esse especialista é cá o rapaz. Até tenho antena parabólica e tudo. Bora lá à tradução.
É muito simples o assobio mensageiro de Mário Nogueira. Mais ou "grelos" isto:
“Camaradas professoras e camaradas professores (ou ao contrário e vice-versa), como já sabemos que não vamos levar praticamente nada do que é realmente importante, vamos ter de fazer uma festa de arromba com as canas que caíram na encosta do cemitério. E é um pau!»


Sem comentários:

Enviar um comentário